Meu Perfil
BRASIL, Sudeste, SAO PAULO, Homem, de 36 a 45 anos



Histórico


Votação
 Dê uma nota para meu blog


Outros sites
 UOL - O melhor conteúdo
 BOL - E-mail grátis


 
 
BLOG DO MARCOS GROSS


A FORÇA DAS METÁFORAS

Quem já visitou Londres talvez teve a oportunidade de conhecer a lendária Trafalgar Square. A praça – localizada no centro da cidade – é uma homenagem à vitória sobre os franceses nas batalhas napoleônicas e está rodeada de vários leões escupidos em bronze. Para quem não sabe, o leão é o símbolo da Inglaterra. É claro, que por trás dessas alegorias, o império britânico quis transmitir ao mundo a ideia de que o povo inglês possui atributos “leoninos” como a coragem, a liderança e a determinação.  

No Brasil, tudo mundo conhece o “leão” da Receita Federal. A figura do felino nos avisa que precisamos ficar alertas para as declarações do imposto de renda daquele ano, senão o “bicho vai pegar”. Boa parte das empresas do ramo da segurança também utilizam animais em logomarcas. São águias, pumas, tigres e falcões que transmitem a ideia que oferecem aos seus clientes valores como força, agilidade e firmeza.

Os leões britânicos e da Receita Federal são exemplos de metáforas. As figuras metafóricas têm poder de comunicação porque estabelecem comparações entre as coisas. As qualidades e características de determinado animal ou objeto são incorporados a outro objeto.

Dizemos que Ana é uma “flor de garota” ou um “doce de menina” porque transferimos a delicadeza das flores e da doçura para tal pessoa. Podemos também afirmar que meu chefe tem um “coração como uma rocha” (insensível), que é como “um hipopótamo em uma sala de cristais” (grosseiro) ou que “tem um rei na barriga” (orgulhoso).

Por meio das metáforas, a mensagem é enviada de maneira direta e emotiva, facilitando muito mais a compreensão de um conceito que precisaria de muitas páginas para ser explicado. Os recursos metafóricos são mais divertidos e podem ser assimilados com mais clareza que as explicações literais, pois eles nos transportam para situações análogas a que estamos vivenciando em determinado momento.

Na comunicação entre a alta direção da organização com seus colaboradores, não é raro ouvirmos dos gestores que a empresa “voa em céu de brigadeiro”, que viveremos tempos de “vacas gordas” ou que os “ventos do mercado estão ao nosso favor”. E não faltam metáforas esportivas como “marquei um gol”, “pisei na bola”, “fui colocado de escanteio”, “dei uma furada”, “tomei um olé” etc.

Na comunicação humana devemos estar atentos como a “águia” e prudentes como a serpente. Fim da mensagem.

  

 

Marcos Gross Scharf

Diretor da McGross – treinamento e consultoria

Mestre e especialista em Gestão de comunicação

www.mcgross.com.br

 

Autor do livro “Dicas Práticas de Comunicação: boas ideias para os relacionamentos e para os negócios” (Editora Trevisan)



Escrito por Marcos Gross às 19h20
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]




[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]